Skip to content

O exemplo Dinamarquês

O "Exemplo Dinamarquês" se refere ao modelo dinamarquês para se alcançar um modelo econômico energeticamente sustentável e eficiente. A experiência dinamarquesa mostra que, por meio de políticas energéticas ativas e persistentes voltadas para uma maior eficiência energética, é possível manter um alto nível de crescimento econômico, ao mesmo tempo em que se reduz a dependência de combustíveis fósseis e se protege o meio ambiente.

[No text in field]

Em termos de produção, a Dinamarca é um dos países que utiliza a energia de forma mais eficiente em comparação com outros Estados-Membros da União Europeia e da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico). Isto também é válido quando se trata das emissões de CO2 relativas à produção. Apesar do consumo energético relativamente baixo, a Dinamarca está entre os melhores países na UE e na OCDE, no que diz respeito à redução contínua de sua dependência energética e emissões de CO2. Do ponto de vista internacional, a Dinamarca pertence ao grupo de países que têm intensidades energéticas e de CO2 relativamente baixas.

Desde 1980, a economia dinamarquesa cresceu 78%, enquanto que o consumo energético permaneceu mais ou menos constante e as emissões de CO2 foram reduzidas. Este desenvolvimento reflete um aumento em eficiência econômica e de CO2. A maioria dos países vem observando mudanças fundamentais de eficiência energética e de CO2, mas o aumento da eficiência energética na Dinamarca dinamarquês é um dos mais altos entre os países da OCDE.